Avril Lavigne   biografia da cantora (histórias, músicas e álbuns)

Avril Lavigne

biografia da cantora Avril Lavigne, músicas e vida de Avril Lavigne

Nascida em 27 de setembro de 1984 na cidade de Napanee, Canadá, Avril Ramona Lavigne desde pequena já era ligada com a música, cantando em corais (principalmente de igrejas) e em pequenos festivais.

Aos 12 anos ela compôs os primeiros acordes na guitarra, aos 14 anos escreveu a sua primeira música que era chamada Can’t Stop Thinking About You. Ainda na adolescência Avril ganhou um concurso para cantar com a estrela pop Shania Twain.

Aos 16 anos mudou-se para Nova Iorque a pedido do seu empresário Cliff Fabri que conseguiu uma audição com um dos diretores da Artista. Após uma audição de apenas 15 minutos Avril conseguiu um contrato para o lançamento do seu cd.

Começou-se então um trabalho com alguns compositores, mas nada foi concretizado pois Avril queria algo mais rock, não baladas country como esperavam os executivos da artista. Ela começava a ter influências de artistas como Alanis Morissette, Goo Goo Dolls e Blink 182. Mudou-se então para Los Angeles para trabalhar com um grupo de compositores conhecidos como The Matrix e com Clif Magness.

Let Go, seu álbum de estréia foi lançado em junho de 2002 e dias depois o single Complicated foi lançado que logo fez sucesso na MTV. Em agosto Avril ganha o prêmio de artista revelação no Vídeo Music Awards 2002. Em setembro Let Go ganha disco de platina triplo e o baixista London sai para a entrada de Charles Moniz. Seu segundo single Sk8er Boy é lançado.

No início de 2003 Lavigne recebe 5 indicações ao Grammy. Em fevereiro Let Go ganha o disco de platina quíntuplo e é lançado mais um single de nome I’m With You e em março Losing Grip é lançado também como single (o último do álbum Let Go).

Ainda em 2003 Lavigne lança o seu primeiro DVD intitulado My World com inúmeras musicas incluindo alguns covers como Knockin’ On Heaven’s Door de Bob Dylan e Fuel do Metallica, além de começar a gravação do seu novo cd intitulado Under My Skin que foi lançado em 2004 e provou que Lavigne não era apenas um “hit de verão” como muitos pensavam. Composições mais bem trabalhadas, letras mais maduras e um aveludamento da sua voz mostraram que Lavigne teria muito pique e seria uma forte candidata a ícone pop para o início do milênio. Músicas como Take Me Away, Don’t Tell Me (primeiro single do cd) e Together comprovam isso.

Hoje podemos dizer que Lavigne garantira mais do que seus 15 minutos de fama e que criações de artistas geradas por grandes gravadoras pop para vender cds podem dar certo de vez em quando.

Fonte: www.wiplash.net