As empresas multinacionais são sociedades que possuem ou controlam meios de produção ou serviços fora do país onde estão sediadas. A ONU prefere utilizar o termo empresas transnacionais.

A participação estrangeira na economia dos países capitalistas subdesenvolvidos é enorme, o que lhes impõe uma grande dependência econômica. Muitos desses países atraíram grupos econômicos internacionais devido:

* às garantias dadas pelos governos locais ao capital estrangeiro;

* à legislação, que favorece o capital estrangeiro investido;

* aos grandes recursos de matéria-prima a baixos preços;

* ao grande número de mão-de-obra a baixos salários.

Os países subdesenvolvidos ou periféricos apresentam, em sua grande maioria, as seguintes características:

* alta taxa de analfabetismo e deficiente nível de instrução;

* baixa renda per capita;

* baixo consumo de energia;

* predomínio de ativos no setor primário;

* elevada taxa de natalidade;

* grande crescimento populacional;

* elevada taxa de mortalidade infantil;

* baixa expectativa de vida;

* predomínio de matéria-prima nas exportações;

* baixo nível de industrialização;

* emprego de técnicas atrasadas;

* dependência econômica: endividamento externo, relações comercias desfavoráveis, forte influência de empresas estrangeiras;

* grandes desigualdades sociais.

O subdesenvolvimento, portanto, não é definido pela maior ou menor quantidade de indústrias, mas sim pela dependência econômica e pelas grandes desigualdades sociais. Assim, atualmente, é possível encontrar países subdesenvolvidos industrializados, como Brasil, México, África do Sul, Formosa, Cingapura, Malásia, Argentina, Hong Kong e Coréia do Sul.

É claro que esses países não são superindustrializados, mas possuem destacável base industrial. O setor industrial produz nesses países uma renda superior à produzida pelas atividades primárias, e é responsável pelo predomínio da população urbana.

As economias emergentes ou novos países industrializados (NICS) apresentam elevado nível de industrialização, alto grau de investimentos externos, mas convivem com estruturas sociais arcaicas, com acelerado processo de metropolização e dependência econômica do capital externo.

As indústrias instaladas em Formosa, Cingapura, Malásia, Coréia do Sul e Hong Kong são praticamente indústrias japonesas que foram implantadas nessas áreas em razão de uma série de vantagens (mão-de-obra barata, baixos preços dos terrenos, ausência de legislação contra poluição, baixos impostos, facilidades para exportação e para remessa de lucros).

As indústrias da América Latina sofrem grande influência norte-americana, enquanto, na África do Sul, a maior influência é européia. Neste último grupo de países industrializados, há uma diferença básica em relação aos asiáticos, já que neles existe maior mercado consumidor e boa parte da produção industrial destina-se ao consumo interno, embora a produção esteja voltada para a exportação.

Contudo, a industrialização não resolveu os problemas advindos do subdesenvolvimento; em alguns casos até os agravou.

Existem, ainda, no Terceiro Mundo, países semi-industrializados, como Chile, Uruguai, Venezuela, Colômbia, Egito, Zimbábue, Índia e Turquia.

Os países desenvolvidos, avançados ou centrais apresentam as seguintes características:

* elevado nível de industrialização;

* controle científico e tecnológico;

* baixa taxa de analfabetismo;

* elevada renda per capita;

* elevado consumo de energia;

* predomínio de ativos nos setores secundário e terciário;

* elevado nível alimentar;

* baixa taxa de natalidade;

* baixo crescimento populacional;

* baixa taxa de mortalidade infantil;

* elevada esperança de vida;

* predomínio de produtos industrializados nas exportações.

Palavras relacionadas a este artigo:
  • o que são empresas multinacionais
  • O que sao empresas multinacionais?
  • o que são multinacional
  • oq sao empresas multinacionais
  • quais sao as caracteriticas dos novos paises industrializados nos paises de maghreb