Energia renovável: a promissora energia eólica

A energia eólica é a energia gerada pelo vento. Utilizada há anos sob a forma de moinhos de vento, pode ser canalizada pelas modernas turbinas eólicas ou pelo tradicional cata-vento

Os especialistas explicam que no Brasil há ventos favoráveis para a ampliação dos instrumentos eólicos.

Como o sol e a água, o vento também é um recurso energético abundante na natureza. Quando intenso e regular, pode ser utilizado para produzir energia a preços relativamente competitivos. Esse custo poderá reduzir-se ainda mais quando a energia dos ventos estiver bastante difundida.

A tecnologia atualmente empregada na construção dos cata-ventos é bastante sofisticada e consegue explorar a força de ventos que sopram a mais de 10 metros por segundo. As imensas pás dos rotores, com comprimentos de até 100 metros, são agora construídas em fibra de vidro (as primeiras, de aço, deterioravam-se rapidamente), giram a freqüências que não interferem com transmissões de rádio e TV e são controlados por computadores.

Países europeus já projetam rotores com potência de até 4 mil quilowatts, enquanto a NASA, nos EUA, pensa em atingir a potência de muitos megawatts, em colaboração com o Departamento de Energia.

A energia cinética, resultante do deslocamento das massas de ar, pode ser transformada em energia mecânica ou elétrica. Para a produção de energia elétrica em grande escala, só são interessantes regiões que tenham ventos com velocidade média mínima de 6 metros por segundo.

A força do vento é muito atraente por ser uma das poucas fontes de energia genuinamente não-poluentes. Mas a instalação de grandes “fazendas de vento” na costa iria arruinar a paisagem e atormentar os habitantes da região com o Alto Zumbido que produzem. No mar, já é um pouco mais distante da costa, o vento é razoavelmente veloz. Existem propostas de construção de plataformas flutuantes, com várias turbinas de vento de grande porte, destinadas a mover geradores elétricos. O problema é o custo da transmissão dessa energia a Terra.