História do futebol: a origem do futebol moderno

Os historiadores são unânimes em fixar a data de 26 de outubro de 1863 como a do nascimento do futebol moderno.

O fato de existirem várias regras em vigor em Londres e outras cidades inglesas, dificultando a realização de jogos e torneios entre clubes e colégios, impunha a criação de um organismo que, centralizando esses clubes e colégios, pudesse uniformizar as regras.

Alguns veteranos de Cambridge, apoiados pelo jornalista John D. Cartwright, que escreveu uma série de artigos nesse sentido, iniciaram campanha para que os interessados se reunissem e debatessem a criação do novo organismo, o que ocorreu a 26 de outubro.

Os próprios ingleses se encarregam de universalizar o futebol, levando-o depois de difundi-lo por todo o Reino Unido, a países bem mais distantes. Por volta de 1865, um grupo de emigrantes ingleses já havia fundado em Buenos Aires Football Club, na Argentina, sendo este um dos primeiros países a conhecer o esporte fora do Reino Unido. No início da década de 1870, foram ainda os ingleses que introduziram o futebol na Alemanha e em Portugal.

Em 1876, é introduzido na Dinamarca: três anos depois, nos Países Baixos e também na Suíça, onde é fundado o Football Club Saint-Gall. Ao mesmo tempo na Inglaterra, o interesse pelo futebol tem aumentado em 1878, por ocasião do primeiro jogo noturno, utilizando-se precária iluminação elétrica, o Bramall Laneem Sheffield, recebe um público de 15 mil pessoas, seja três vezes mais o que se costuma registrar numa final da Taça da Inglaterra.

Há provas de que, no início da década de 1880, o futebol já era praticado em Praga, embora a federação nacional Tcheca só se fundasse em 1899. O primeiro clube belga, o Football Club Antwerp surgiu em 1880, ano em que o futebol chegou ao Canadá e Austrália Em 1882, os ingleses haviam levado o jogo até Montevidéu. Em 1889, Dinamarca, Países Baixos e Áustria fundavam suas federações nacionais. Em 1891, surgia a Federação Neozelandesa seguindo-se as da Argentina e da Itália, ambas em 1893, a África do Sul em 1897, as da Alemanha, Hungria e Uruguai em 1900.

A 12 de outubro de 1902, realizava-se em Viena, a primeira partida entre seleções nacionais, fora do Reino Unido: Áustria e Hungria, com a vitória da equipe local por 5 a 0. A partir de então, os encontros internacionais, em várias partes da Europa tornaram-se comuns.

A 13 de janeiro de 1904, Hirschmann voltaria a escrever a dirigentes de federações nacionais européias, entre eles o francês Robert Guérin. Após uma série de entendimentos, quase sempre por carta, fundou-se a Fédération Internationale de Football Association (FIFA), sob a presidência de Guérin e com sede provisória em Paris. Os sete países fundadores foram França, Espanha, Bélgica, Países Baixos, Suíça, Dinamarca e Suécia.

No ano seguinte no primeiro congresso levado a efeito pelo novo organismo também em Paris, mais cinco países se filiaram, Alemanha, Áustria, Itália, Hungria e Inglaterra, esta desfiliando-se em 1919, voltando a filiar-se em 1924, retirando-se novamente em 1929 e filiando-se pela terceira e última vez em 1946.

Desde a sua fundação, a FIFA teve entre suas principais metas, a organização de um grande torneio internacional entre todas as filiadas, mas tal meta, apesar dos incansáveis esforços de vários de seus dirigentes, o mais notável de todos o francês, Jules Rimet, só seria atingida em 1930, com a realização em Montevidéu, da primeira Copa do Mundo. Antes disso, o mais que a FIFA conseguiu, no campo das competições internacionais, foi supervisionar com permissão do Comitê Olímpico Internacional, o torneio de futebol dos jogos olímpicos, o primeiro dos quais em 1908 em Londres, ganho pela Inglaterra, na verdade, o futebol já fazia parte do programa olímpico nos jogos de 1900 em Paris, e de 1904 em St. Louis, com os títulos sendo conquistados respectivamente pelo Upton Park Club representando a Inglaterra e o Galt Football, representando o Canadá, mas tanto um torneio como outro não sendo considerado oficial, incluindo-se entre as provas de exibição.

O número cada vez maior de países filiados e a presença efetiva que vem como entidade criadora, promotora e organizadora da Copa do Mundo, competição vitoriosa tanto no ponto de vista esportivo quanto no financeiro, fazem da FIFA, ao lado do Comitê Olímpico Internacional, o mais bem sucedido organismo esportivo em todo o mundo. Graças a esse organismo, a universalização do futebol, a partir do momento que ele saiu das ilhas Britânicas para ser introduzido em outros países, foi sempre progressiva, não sendo afetada por qualquer crise esportiva ou política.

O futebol durante todos esses anos, tornou-se provavelmente o mais universal de todos os esportes.

Palavras relacionadas a este artigo:
  • futebol moderno
  • historia do futebol moderno
  • a história do futebol moderno
  • origem do futebol moderno
  • Origem do futebol:futebol moderno