A Lei de Coulomb trata sobre a interação eletrostática entre duas cargas pontuais, e foi proposta por Charles de Coulomb.

Entre as muitas manifestações da eletricidade, encontramos o fenômeno da atração ou repulsão entre dois ou mais corpos eletricamente carregados que se encontram em repouso.

De modo geral, estas forças de atração ou repulsão estáticas têm uma forma matemática muito complicada. No entanto, no caso de dois corpos carregados que têm tamanho desprezível em relação à distância que os separa, a força de atração ou repulsão estática entre eles assume uma forma muito simples, que é chamada lei de Coulomb.

A lei de Coulomb afirma que a intensidade da força F entre duas cargas pontuais Q1 e Q2 é diretamente proporcional ao produto das cargas, e inversamente proporcional ao inverso do quadrado da distância R que as separa.

Consideremos duas cargas puntiformes Q1 e Q2, separadas por uma distância d (Figura). Entre elas haverá um par de forças, que poderá ser de atração ou repulsão, dependendo dos sinais das cargas. Porém, em qualquer caso, a intensidade dessas forças será dada por:

Lei de Coulomb: interação eletrostática entre duas cargas

F – força elétrica entre 2 cargas

Ko – constante de Coulomb Ko = 9 x 109 N.m2/C2

r – distância entre as cargas

Essa lei foi obtida experimentalmente pelo físico francês Charles Augustin de Coulomb (1736-1806) e por isso é denominada lei de Coulomb.

Se mantivermos fixos os valores das cargas e variarmos apenas a distância entre elas.

Palavras relacionadas a este artigo:
  • interação eletrostatica
  • interaçães eletrostáticas
  • Interação eletrostática física