O selênio é encontrado naturalmente nos alimentos de origem animal, frutos do mar, carnes, fígado, vegetais e cereais integrais, sendo a castanha-do-brasil o alimento mais rico neste mineral.

Embora os valores de selênio nos alimentos variem realmente de uma região para outra, devido à quantidade desse mineral, presente nos solos, os valores elevados encontrados na castanha-do-brasil, não simbolizam problemas de toxidez ao homem, de modo que a castanha é um dos alimentos básicos dos habitantes da floresta amazônica.

O selênio, diferentemente dos outros metais, é um elemento essencial à saúde humana. Atuando com a vitamina E ele protege as células do organismo contra danos oxidativos, especialmente retardando a oxidação do LDL – colesterol, catalisa as reações do mecanismo intermediário, bem como apresenta ação inibidora do e feito tóxico de metais pesados As, Cd, Hg e Sn. No caso de doenças crônicas como a arteriosclerose, câncer, artrite, cirrose e enfisema, há fortes indícios de que ele atue como elemento protetor.

O selênio retarda o envelhecimento, combate a tensão pré-menstrual, preserva a elasticidade dos tecidos, previne o câncer e neutraliza os radicais livres. Em homens, aumenta a potência e o interesse sexual e supre a carência gerada quando o selênio é perdido com o sêmen.

Há alguns anos, se desconfiava de seu papel essencial, mas não se tinha ainda a prova. Tudo mudou depois da descoberta chinesa da ação do selênio para curar a doença de Keshan, uma cardiopatia infantil. Existem estudos que indicam que em regiões onde há carência de selênio no solo, aparecem cardiopartias e alguns tipos de câncer.

Palavras relacionadas a este artigo:
  • onde é encontrado o Selênio
  • onde encontrado selenio