Irradiação adaptativa é o processo que resulta na formação de várias espécies a partir de uma origem comum. Ocorre geralmente quando uma espécie adquire uma característica que lhe permite explorar o ambiente de maneira diferente, ocorrendo sua expansão. Esta expansão, acompanhada de isolamento reprodutivo, leva à formação de novas espécies.

Também ocorre irradiação adaptativa quando uma espécie atinge um novo território. Se o local não for habitado por espécies semelhantes, e se houver diferentes tipos de ambientes a serem explorados e variabilidade genética na espécie invasora, os tipos “pré-adaptados” a esses diferentes ambientes, irão ocupa-los formando subpopulações. Estas, submetidas a pressões seletivas diversas poderão dar origem a um grupo de espécies pouco diferentes.