Voleibol: quais são os fundamentos do volei de quadra?Toque

Coloque as mãos sobre a cabeça e coloque seus dedos indicadores e os polegares juntos. Agora você deve estar olhando por uma “janela” que esses dedos fazem.

Posicione suas mão para que se a bola for pequena suficiente para passar pela sua “janela” bem no centro dela, a bola deveria lhe atingir bem nos olhos. Agora coloque seus dedos juntos (deixando retos e tocando apenas tocando com as pontas dos dedos).

Assim que você tirar seus dedos você vai sentir como se a bola encaixasse perfeitamente quando ela vai tomando uma certa distância. Essa distância será a posição em que você começará antes de tocar na bola.

A bola só deve entrar em contato com seus dedos, e nunca com a palma da mão. Os pontos de contato com seus dedos quando colocado a bola deve ser similar aos pontos de contato que você teve as mãos juntas antes. A bola deve contactar seus polegares e os primeiros dois dedos com uma mesma quantidade de força, enquanto os seus dois últimos dedos das duas mãos deve contactar a bola às vezes (para ter mais controle), mas com menos força.

Portanto, não puxe seus dois últimos dedos de volta do caminho, mantenha-os lá para os toques que irão precisar de um maior controle na jogada. A verdadeira jogada toma lugar nos seus pulsos. O mais flexível que seus pulsos sejam e o mais forte e rápido que os músculos do seu antebraço sejam ,será o melhor levantamento que sairá. Seus cotovelos devem estar levemente curvados na hora em que entrar em contato com a bola (mais ou menos no ângulo que se curva para escrever) e suas mão devem estar na posição de espera ao que a bola contacta seus dedos.

Você deve estar apto a deitar para trás e segurar a bola nas suas mãos (que já estão em posição de espera) e mover apenas o seu pulso para jogar a bola alguns centímetros no ar, e é lógico você terá que ajustar o ângulo do seus braços para que a bola não estoure atrás de você, mas irá direto pro ar e voltará em suas mãos.

Jogue a bola com seus pulsos somente, pegando a bola de volta nas suas mãos e pausando para ter certeza que a bola saia levemente e suas mãos estejem na posição correta na hora do contato. Para que a bola saia suavemente você deve marcar o contato de modo que ele retraia seus pulsos na mesma velocidade em que a bola está vindo. Assim como o movimento de um trampolim.

Faça esses exercícios dando uma pausa quando a bola toca suas mãos, mas usando somente o pulso, só parta para o trabalho com os braços depois que já estiver fazendo os exercícios sem que a bola faça nenhum barulho quando toca em suas mãos.

Enquanto estiver agachado pra fazer o exercício (não se preocupe ,eventualmente vamos levantar), comece os movimentos descritos cima, jogue a bola apenas com seus pulsos e impulsione a bola de volta ao ar suavemente. A ação dos braços começa quando os pulsos se movem para jogar a bola de volta ao ar (não antes desse movimento). Não cometa o erro de almofadar a bola com pulsos e braços, isso irá constituir um “arremesso” no mundo do voleibol.

Assim que puxar seus pulsos para soltar a bola extenda os braços simultaneamente. Quando você faz isso, a bola irá muito mais alto, exigindo que você se torne ainda melhor em impulsionar a bola enquanto ela toca em suas mãos ( que, lógicamente, estão na posição de espera).Assim que a sua sincronização vá ficando melhor, a sua ação de mãos, pulsos e braços se tornará macia e mais controlada.

Sempre tente posicionar o seu pé direito na frente do esquerdo, sempre vendo pela parte esquerda da quadra, e, se possível na hora do levantamento tenha seu ombro alinhado com o seu alvo. Às vezes você vai ficar correndo pela quadro esperando por bolas, mas se você vai tentar levantar, suas lavantadas serão mais consistentes e seu time terá mais sucesso.

Note que o pé direito está na frente do esquerdo, as mãos estão para cima e preparadas anteriormente, a bola está sendo posicionada bem na frente da testa, e se você pudesse ver esta ação, meu ombro se vira diretamente para ficar de frente para a rede, direto para o meu alvo.

Manchete

Primeiro de tudo, comece com seus braços normais ( enquanto espera o serviço ou ataque) com suas mãos na sua frente apontando para frente (com um ângulo de 45 graus para o chão). Não tente se mover com as mãos grudadas. É importante prestar atenção nos aspectos do movimento quando queremos melhorar o exercício. Se os seus pés estão lado a lado, seu melhor movimento será lado a lado, e se a bola lhe atingir por um dos lados, então você irá pegar muito bem. (desastre se o serviço viesse pela frente!)

Se os seus pés estiverem em frente e para trás do outro, então seu mais eficiente movimento seria para frente e para trás, e se a bola atingisse bem em cima de você então você estaria em uma ótima posição para absorver toda a energia da bola e controlar a bola totalmente. Tem que ser uma combinação dos dois; seus pés tem que estar numa largura comfortável separados para que tanto para frente, para trás ou lado para lado o movimento possa ser maximizado. Matenha o quadril abaixado e os joelhos dobrados.

Saque

Serviço ou saque é um fundamento que é unicamente usado no voleibol. É o único momento do jogo que você tem o total controle da partida. O jogador segura a bola e tem que mandá-la para o outro lado da quadra, passando a rede. É uma hora de grande responsabilidade para o jogador que está sacando.

Saque exige poucos movimentos, quanto menos movimentos na ação do serviço, menos chances de errar o saque. Você tem que bater a bola na sua frente, na frente do seu ombro batedor e deslocar todo seu peso para o pé da frente.

Conecte a bola na palma da mão e siga pelo seu lado. Não estoure a bola batendo sua mão de volta quando encontrar com a bola e não siga exatamente como se você fosse dar um saque com salto ou batendo.O movimento criado para deslocar seu peso de trás para o pé da frente em combinação com o gingado dos braços cria força suficiente para levar a bola para mais de 6 quadras de voleibol. Esse tipo de serviço pode ser feito por qualquer jogador em qualquer nível

Cortada

Corte é básico: após receber a bola do levantador, o atacante vai com tudo na bola tentando bater com certa força e ângula para que esta passe a rede e toque o chão da quadra do adversário.

Um atacante da parte esquerda deve sempre se aproximar da rede com seus ombros alinhados com o canto mais distante da parte oponente da quadra. Isso deixa o ângulo mais difícil uma possível opção para seu ombro. Se a tendência é de fazer um corte com menos força escreva a ação com suas mãos, você deve dar uma olhada na sua aproximação e ter certeza que está marcando o ângulo correto.

Se o bloqueador do meio é grande, atinja-o alto dentro de sua mão, ou então alto e dentro do bloqueio dele.

Bloqueio

Bloqueio é com certeza o mais rápido e mais difícil jeito de se fazer um ponto no voleibol. É difícil porque muitas vezes você o executa perfeitamente e mesmo assim não funciona.

Consiste em pular para inutilizar uma cortada forte do outro time. O defensor deve ser alto e ter força nas mão para conseguir segurar a bola, fazendo com que ela volte a quadra oponente.

Palavras relacionadas a este artigo:
  • quais são os fundamentos do voleibol
  • Fundamentos do volei de quadra
  • os fundamentos do volei de quadra
  • quais os fundamentos do voleibol
  • Quais são os fundamentos do voleibol?